A eliminação do Rangers na Liga Europa surpreendeu até mesmo o time vencedor


As fases preliminares da Liga dos Campeões e da Liga Europa sempre nos reservam boas histórias. Dessa vez, uma equipe de Luxemburgo conseguiu vencer, e eliminar, um ex-campeão europeu. O pequeno Progrés Niederkorn, atual quarto colocado da liga de Luxemburgo, venceu o Rangers FC, da Escócia, por 2 a 0. O Rangers, campeão da Recopa Europeia de 71-72, havia vencido a partida de ida por 1 a 0 e se classificava com um já espantoso empate sem gols até os 21 minutos do segundo tempo, quando Emmanuel Françoise abriu o placar para o Progrés. O que já estava muito ruim, ficou pior com o segundo gol, marcado por Sebatien Thill, aos 30 minutos. 

O mais curioso é que o próprio clube não acreditava na vitória. Na publicação de pré-jogo, o clube quase centenário (fundado em 1919), era enfático: "Depois da última semana, é virtualmente certo que o Rangers FC irá enfrentar  na segunda fase qualificatória o AEL Limassol, do Chipre ou o St. Joseph's, de Gibraltar". O texto continua: "Nós temos que ser honestos, o Rangers é muito forte. Mas faremos de tudo para realizar uma grande partida de futebol".


Em 13 jogos por competições europeias, o clube, que não leva o título nacional desde 1981, jamais havia vencido, perdendo 11 jogos e empatando duas vezes por 0 a 0, além de ter marcado apenas um gol e sofrido 40. 

O incrédulo técnico português dos Rangers, Pedro Caixinha, se resignou a pedir desculpas aos torcedores escoceses. "Assumo toda a responsabilidade e, claro, precisamos pedir desculpas aos nossos torcedores. Eles têm mostrado lealdade ao clube e não merecem isto. O que precisamos é levantar a cabeça e continuar a trabalhar duro, retirando deste jogo uma lição forte e continuar a olhar para a frente. O que aconteceu hoje é daquelas coisas que só acontecem uma vez na vida, e isso faz parte do futebol", comentou.

Confira os gols e a emoção dos jogadores pela improvável vitória:

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.