Overdose de Liga Europa


A Liga Europa conheceu no início da semana os primeiros classificados para a segunda fase qualificatória, e ontem, quinta-feira, 7, a primeira fase teve seu encerramento com muitos gols. Confira o resumão:

O Shirak, da Armênia, tem um estádio e cores (laranja e preto) bem carismáticos. E confesso que estava torcendo para que eles passassem de fase. Mas a vitória magra sobre o Dila Gori, da Geórgia, veio aos 40 minutos do segundo tempo. Bichakchyan marcou um bonito gol de fora da área e fez o gol que levou o confronto para os pênaltis. Nas penalidades, o Shirak venceu por 4 a 1. Veja o golaço do jogo:


No Cazaquistão, o Almaty confirmou o favoritismo e atropelou o Teuta, da Albânia, por 5 a 0. Gohou (2x), Bakajev, Tawamba e Turysberk marcaram. Porém, chamou a atenção a forma como os albaneses tomam os gols. Literalmente andando em campo. Confiram com seus próprios olhos:


Em mais um jogo, digamos, sob suspeita, o Kapaz do Azerbaijão (que nome genial!), venceu o Dacia Chisinau, da Moldávia por 1 a 0 fora de casa, depois de ter empatado sem gols na ida. O brasileiro Dario, ex-Marília, chutou fraco, no meio, e o goleiro Bejan, tomou um frangaço espetacular. Olha só:


O Samtredia, da Geórgia, tinha poucas chances de classificação depois de perder por 5 a 0, mas fez papel digno em casa e venceu o Qabala, de Azerbaijão. Zivzivadze abriu o placar de pênalti. weeks, que havia marcado três na ida, balançou as redes novamente. E no fim de jogo, Shergelashvili deu a vitória ao Samtredia.


Na Letônia, o Jelgava empatou em 2 a 2 com o Breidablik, da Islândia, e classificou pois venceu a ida por 3 a 2.  Turkovs abriu o placar para o time da casa, Hreinsson e Daniel Bamberg viraram para os visitantes, mas Diallo deixou tudo igual.


O Debrecen da Hungria venceu o La Fiorita de San Marino novamente. Depois de golear na ida por 5 a 0, aplicou na volta apenas 2 a 0, com gols de Tisza e Holman. Esse último aproveitou o nível do confronto e marcou um bonito gol driblando quatro adversários.


Jogando em casa, o MTK Budapeste venceu o Aktobe do Cazaquistão por 2 a 0 e passou de fase. Os gols foram marcados por Nikac e Bese.


Na Dinamarca, o Brondby aplicou a maior goleada do dia ao vencer o Valur, da Islândia, por 6 a 0, depois de já ter vencido a ida por 4 a 1. Wilczek, Hjulsager, Pukki (2x) e Stuckler (2x) fizeram dos dinamarqueses. O terceiro gol, marcado por Pukki de letra, lembrou muito o gol de Cristiano Ronaldo contra a Hungria na Eurocopa.


Mas teve outro 6 a 0 no dia. E fora de casa. O KR Reykjavik da Islândia venceu o Glenavon na Irlanda do Norte. Os gols foram marcados por Chopart (2x), Fridjonsson, Beck Anderssen, Hauksson e Fazlagic.


O Omonia do Chipre também goleou o Banants, da Armênia, por 4 a 1. Os visitantes ainda venceram no tempo normal com gol de Buraev, mas sofreram na prorrogação e tomaram gols de Rousias (2x), Derbyshire e Cleyton, brasileiro que já rodou a Europa.


O Soligorski, de Belarus, não teve dó e fez 5 a 0 no Runavik, de Ilhas Faroe. Bruko, Rudyka, Shibun, Yelezarenko e Yanushkevich marcaram.


Depois de um fraco empate, o Vjvodina da Sérvia massacrou o Bokelj da vizinha Montenegro. Malbasic (2x), Meleg e Trujic (2x) marcaram os gols.


Em San Marino, o Folgore ainda marcou o primeiro com Traini. Mas o AEK Lanarca virou o jogo e venceu por 3 a 1, com dois de Trickoviski e um de André Alves.


O Kalju, da Estônia, goleou o Trakai da Lituânia por 4 a 1. O Trakai ainda abriu o placar com Arshakyan, mas na segunda etapa, Rodrigues, Sidorenkov (que ainda perdeu um pênalti) e Neemelo (2x) conseguiram uma virada improvável e garantiram classificação. Outro time a golear por 4 a 1 foi o Lokomotiv Zagreb que venceu o UE Santa Coloma, de Andorra. Coric, Prenga, Maric e Peric fizeram para os croatas e Salomo Tellez marcou o de honra.

O Cukaricki, da Sérvia, já havia ganhado a primeira partida em casa por 3 a 0, e com apenas 21 minutos de jogo, já vencia a segunda partida contra o cazaque Ordabasy por 3 a 0, com dois de Mandic e um de Kajevic. Com a classificação já garantida, o time relaxou e acabou tomando o empate. No fim do primeiro tempo, Geynrikh diminuiu. Aos 22 da segunda etapa, Tunggyshbayev, garotinho de nome simples, fez outro, e aos 48. Erlanov fez o gol de empate que se não valeu a classificação, ao menos mostrou muita luta da equipe.

O Europa, de Gibraltar, apesar de perder para o Pyunik, na Armênia, se classificou. Joselinho  fez logo aos 10 minutos, e apesar da virada com Arakelyan e Hakobyan, o resultado foi o suficiente para mais uma classificação continental de um time de Gibraltar. Na Eslováquia, o  Myjava perdeu para o austríaco Admira por 3 a 2 e foi eliminado. O Kukesi, da Albânia, se classificou ao vencer em Montenegro o Rudar pelo placar mínimo com gol de Guri, que é albanês, e não gaúcho. O HJK da Finlândia, empatou em 1 a 1 com o Atlantas, da Lituânia e passou de fase, pois havia vencido a ida por 2 a 0. Taiwo arcou de pênalti e Papsys empatou para s visitantes. Quem se classificou exatamente com os mesmos resultados foi o Mariehamn da Finlândia, que empatou em 1 a 1 com o Odd Grenland, da Noruega. Mantilla fez para o time da casa e Bentley igualou.

Com uma boa vantagem construída na ida, vencendo por 2 a 0, o Nefthi Baku, do Azerbaijão ainda aumentou a vantagem, abrindo o placar em casa com gol do brasileiro Jairo. Mas os malteses do Balzan viraram o jogo com dois gols de Micallef e ainda perderam um pênalti, desperdiçando a chance de classificação. Depois de um 0 a 0 na Bulgária, o Beroe venceu fora o bósnio Radnik Bijeljina por 2 a 0, com Pochanski marcando duas vezes. O Rovaniemi, da Finlândia, classificou com um empate em 1 a 1 com o Shamrock Rovers, da Irlanda. McCabe abriu o placar de pênalti, mas Muinonen fez para os finlandeses.

Na Letônia, o Spartaks foi novamente derrotado pelo Dínamo Minsk.  Khvashchinskiy fez o primeiro e El-Monir completou a vitória. Na Polônia, o Zaglebie surpreendeu o Slavia Sofia e venceu por 3 a 0 com gols de Guldan, Piatek e Dabrowski. Em Luxemburgo, o escocês Aberdeen classificou mas fez feio. Perdeu para o Fola por 1 a 0, gol de Hadji. Na Eslovênia, o Maccabi Tel Aviv venceu o Gorica de novo, dessa vez por 1 a 0, gol marcado por Benayoun, AQUELE, ex-Liverpool e Chelsea. O Beitar Jerusalem também venceu apertado o bósnio Sloboda, com gol de Atzily, de pênalti. Da mesma forma, o Buducnost, de Montenegro, venceu o Rabotnicki, da Macedônia. Radunovic assinalou da marca da cal.

Nas Ilhas Faroe, o HB foi eliminado pelo Levadia, da Estônia, ao perder por 2 a 0. Kobzar e Miranchuk marcaram. O Connah's Q, de Gales, venceu fora e se classificou diante do Stabaek da Noruega. Morris marcou o gol da classificação. O Midjtylland, da Dinamarca, venceu de novo por 1 a 0 o Suduva, da Lituânia e passou de fase com gol de Novak. O Zaria Balti da Moldávia venceu o Videoton da Hungria por 2 a 0 com gols de Mihaliov e Ovseannicov, mas não foi o suficiente. O AIK da Suécia passo repetindo o 2 a 0 da ida diante do Bala Town, em Gales. Avdic e Stranberg fizeram os gols. O Cracovia perdeu em casa por 2 a 1 e foi eliminado pelo macedônio Shkendija. O Trnava, da Eslováquia, repetiu a ida e venceu em Malta o Hibernians por 3 a 0, gols de Mikovic, Oravec e Bello. O Goteborg, da Suécia, venceu fora de casa o galês Llandudno por 2 a 1. Os suecos abriram dois com o boliviano Smedberg-Dalence e Skold, e Hughes diminuiu. O Vaduz confirmou a classificação ao vencer fora o Sileks da Macedônia, que ainda abriu o placar com Mickov, mas Costanzo e Messaoud viraram.

Mais um time a repetir placar foi o letônio Ventspils que venceu fora de casa o Vikingur de Ilhas Faroe por 2 a 0, gols de Jemelisn e Karlsons. O Domzale da Eslovênia venceu os Lusitanos em Andorra. Majer fez o primeiro dos eslovenos, Custodio empatou, mas Morel selou a vitória. O Cliftonville da Irlanda do Norte passou pelo Differdange de Luxemburgo por 2 a 0, gols de McDaid e Donnely. Já o Linfield não teve a mesma sorte e foi eliminado pelo irlandês Cork City no empate em 1 a 1. Maguire marcou para o Cork e Stafford para o Linfield.

Apenas um jogo não ocorreu. O Slovan Bratislava classificou automaticamente, pois o Partizani, da Albânia, foi "promovido" para a Liga dos Campeões no lugar do Skenderbeu Korce, punido pela UEFA por manipulação de resultados. 

Um comentário:

  1. Yuri Cassari,

    Apesar de ter uma quantidade exorbitante de clubes, tanto a Liga Europa, quando a Liga dos Campeões, são modelos de campeonatos infinitamente mais organizados e com maior qualidade quando comparados ao da América do Sul.

    Abraços.
    Vote no Bola Furada d'Or:
    Pior gol perdido
    Pior dirigente
    Prêmio Oratória
    Vergonha do Ano
    Mãos de Alface

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.