Guia do Campeonato Paranaense 2016


Seguindo a fórmula do ano anterior, o Paranaense 2016 se mantém com 12 clubes que se enfrentam em turno único. Os oito melhores classificados avançam para as quartas-de-finais.A única diferença é que o quadrangular da morte foi extinto. Os dois últimos da primeira fase, caem de forma direta.

Atlético


Em 2016 possível cravar o Furacão como um dos favoritos. Provavelmente, a equipe comandada por Cristóvão Borges vá com força máxima no estadual, diferentemente de anos anteriores. A contratação de Vinícius, ex-Fluminense e torcedor declarado do clube e o repatriamento do lateral-direito Léo foram os destaques de início de temporada, além, claro, da manutenção do atacante Walter no ataque rubro-negro.

Coritiba


O Alviverde vai de Gilson Kleina no comando técnico. Com poucos reforços, a maior parte do elenco de 2015 foi mantida. Os principais nomes que desembarcaram no Alto da Glória foram do lateral-direito Ceará que retorna ao clube depois de mais de 10 anos de sua primeira passagem, e do atacante Leandro, ex-Palmeiras e com passagem pela Seleção Brasileira.

FC Cascavel


O Cascavel aposta em um treinador estrangeiro para surpreender. É o marfinense naturalizado canadense Charles Gbeke. Em campo o destaque é o volante Léo Maringá, campeão paranaense em 2014 pelo Londrina.

Foz do Iguaçu

O time da fronteira se reforçou com o lateral-direito Daniel Baloi, ex-Internacional e com o rodado atacante Safira. O treinador será Ivan Carlos Alves.

JMalucelli

O Jotinha parte como um dos favoritos entre as equipes menores. O técnico Ary Marques conta com um meio campo criativo formado por Edu Amparo e Tomás, destaques em torneios anteriores, e Dinélson, revelado pelo Corinthians.

Londrina

A continuidade do trabalho de  Cláudio Tencati, técnico há mais tempo em um mesmo clube do futebol brasileiro é o grande trunfo do Tubarão. A base da equipe também foi mantida, principalmente de jogadores do setor defensivo, como o goleiro Vítor, o zagueiro Sílvio e os volantes Germano e Bidía.

Maringá

A Zebra maringaense promete força sob o comando de Edison Borges. Principalmente no ataque formado por Neílson, ex- Londrina e por Gabriel Barcos, ídolo do time. Na defesa, Cleiton, ex-Coritiba e Paraná Clube, é o destaque.

Operário

Pensando no bicampeonato, o Fantasma manteve bons nomes da defesa campeã, como o goleiro Tadeu, o zagueiro Douglas Santos e o lateral Peixoto. O treinador, porém, será outro. É o ex-zagueiro Pícoli.

PSTC

Estreante na elite, será comandado pelo ex-meia Reginaldo Vital. Durante a pré-temporada, o clube teve a perda do auxiliar-técnico e ex-jogador Reginaldo Araújo, que faleceu devido a um ataque fulminante. O clube é conhecido pela formação de talentos, com destaque para Kléberson, Dagoberto, Jadson, Fernandinho, Rafinha, entre outros nomes.

Paraná Clube

O treinador Claudinei Oliveira já deixou claro que o estadual será um laboratório para o objetivo principal que é o acesso no Brasileirão da série B. Mas o torcedor, claro, quer o título. E para isso, foram contratados os meias Válber e Nadson, destaques na série B do ano passado, além do lateral-direito Dick.

Rio Branco

O Leão da Estradinha será treinado por Allan Aal e mais uma vez, o nome a se destacar é o do atacante Ratinho.

Toledo

Rodrigo Cascca, técnico que levou o time ao vice-campeonato da Taça FPF, segue no comando. Um dos principais nomes do elenco é o meia Rafael Bastos, emprestado pelo Londrina.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.