Guia do Campeonato Mato-Grossense 2016


As onze equipes (eram 12, mas o Rondonópolis desistiu) foram divididas em dois grupos, onde se enfrentam em ida e volta. As quatro melhores de cada chave se classificam, enquanto os dois últimos colocados são rebaixados. Na segunda fase, os oito times são novamente divididos em dois grupos e se enfrentam em turno e returno e os dois melhores de cada grupo passam às semifinais. A semifinal será em jogo único e a decisão com jogos de ida e volta. 

Grupo A

Cacerense

Por pouco a equipe não desistiu da participação. A indefinição atrapalhou os trabalhos do técnico Adilson Baiano, que tem nas mãos um elenco muito jovem. Lolo, meia-atacante de 28 anos, é um dos mais experientes.

Luverdense

Única equipe do estado na série B do Brasileirão, não vence o estadual desde 2012. O técnico Júnior Rocha segue à frente do elenco que se reforçou com os atacantes Vitinho, ex-Londrina e Néverton, ex-Paraná clube.

Mixto

Principal time do estado, será treinado por Gilson Paulino. A maior parte dos reforços veio do futebol carioca, mas o grande nome é o atacante Pedro Augusto, que jogou a ´serie B do Brasileiro do ano passado pelo mineiro Boa Esporte.

Operário-VG

O tradicional clube será treinado por Vandinho, ex-volante com passagem por mais de 10 anos pelo Braga de Portugal.

Poconé

Tinho Damasceno comanda a equipe de garotos de Poconé, que também tem como principal objetivo se manter na elite.

Sinop

Conhecido por ser o primeiro clube de Rogério Ceni, o Sinop vai de Birigüí, famoso no futebol local para treinar a equipe.

Grupo B

Araguaia

Fundado ano passado, subiu com o vice da segunda divisão. Kiko Araújo comanda o time de Araguaia, que não via um lcube da cidade na elite desde 2012, com o Barra do Garças.

Cuiabá

Atual tricampeão, o Cuiabá vem forte em busca do tetra. Fernando Marchiori será o treinador. O trunfo foi a manutenção de peças importantes da equipe como o goleiro André e o atacante Geílson.

Dom Bosco

O tradicional time vai de Geanne Ribeiro no comando de um time recheado de jovens, principalmente porque a equipe foi campeã da Copa FMF sub-21 do ano passado.

Operário FC

Dissidência do tradicional time de Várzea Grande, foi campeão da segunda divisão e será treinado na estreia na elite por Alessandro Santos.

União Rondonópolis

O União, que chegou a flertar com Adriano Imperador, acabou ficando com reforços mais modestos, como o goleiro Thiago Fernandes e o meia Diego Recife. Douglas Brito é o treinador.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.