Guia do Campeonato Maranhense 2016


Com uma equipe a menos que a edição do ano anterior, o Campeonato Maranhense desse ano também terá calendário reduzido. As oito equipes participantes estarão divididas em dois grupos. No primeiro turno, se enfrentam dentro do próprio grupo. Os dois melhores de cada grupo avançam para as semifinais do turno, e posteriormente às finais. No segundo turno, as equipes do grupo A enfrentam as equipes do grupo B, e novamente os dois melhores avançam para as semifinais e finais. Os vencedores de cada turno se enfrentam pelo título. Em caso de vitória de um mesmo time nos dois turnos, este clube é consagrado campeão. Confira aqui a tabela da competição feita pelos nossos parceiros do Série Z.

Grupo A

Araioses

São poucas as informações do clube fundado em 2013, e que já vai para sua terceira participação no campeonato estadual (nas duas últimas edições, a equipe terminou na 6ª colocação). Até mesmo a imprensa local tem dificuldades de saber como está a preparação do Araioses, que será comandado por Marcelo Mendes, ex-volante do Sampaio Corrêa. Marcelo Chamusca, técnico do Sampaio , adversário do Araioses na estreia, citou a falta de informação como uma dificuldade a mais.

Moto Club

Segundo maior campeão do estado, o clube vive um jejum desde 2008, e nesse período chegou a amargar a segunda divisão estadual por duas vezes. Para voltar aos títulos, o time comandado por Ruy Scarpino aposta no preparador físico Fábio Nogueira, campeão pelo Imperatriz em 2015. Dentro das quatro linhas os destaques são o experiente goleiro Rodrigo Ramos, de história no futebol local, e o volante Róbson Simplício.

Sampaio Corrêa

Em busca de recuperar o título perdido no ano passado, a Bolívia Querida terá no comando o técnico Marcelo Chamusca, que em campo, vai poder contar com a liderança de Arlindo Maracanã, que renovou contrato com a equipe e fará seu último ano na carreira como jogador. O lateral-esquerdo Guilherme Santos, revelado pelo Vasco, é outro dos nomes mais conhecidos do elenco.

São José

A pequena equipe de São José de Ribamar está na elite do maranhense desde 2008, porém, nunca passou do 4º lugar. E é improvável que consiga isso em 2016. Acredite se quiser, mas o clube ainda não tem sequer técnico, e deve ser comandado na estreia pelo auxiliar Ostom Melo. Até semana passada, o clube ainda realizava peneiras em busca de novos talentos.

Grupo B

Cordino

Mais uma equipe que se consolidou na elite, mas tem dificuldades de dar um passo a mais. Para esse ano, o treinador será Luís Carlos, conhecido no futebol tocantinense. O principal nome do elenco será o atacante Rivelino, de 36 anos, que vai para sua terceira passagem pelo Cordino.

Imperatriz

O comandante do Cavalo de Aço rumo ao bicampeonato será o ex-zagueiro Marcelo Salles, de 37 anos, que no ano passado treinou a equipe carioca do Bonsucesso. No elenco, Marcelo conta com os atacantes Jaílton, que teve passagens pelo futebol do Iraque e do Tajiquistão, e o nigeriano Yerien, que estava no Juazeirense-BA e falou com o Escrevendo Futebol sobre a expectativa para o torneio. "O elenco é forte, tem um bom treinador. Estamos trabalhando forte para que o Imperatriz seja campeão de novo no ano de 2016", afirma Yerien.


Maranhão

O tradicional Maranhão está de volta à primeira divisão, mas o elenco que irá entrar em campo, é praticamente o mesmo que conquistou o título da Segundinha. o comandante segue sendo Edmilson Gomes, mais conhecido como Meinha. O principal nome do time é o atacante Naoh, que teve duas boas passagens pelo MAC em 2011 e 2012, mas conviveu nos últimos anos com lesões, e espera dar a volta por cima em 2016. "Espero manter a boa fase que tive sempre pelo MAC e manter essa confiança que tanto os torcedores como a diretoria e os jogadores depositam em mim, e se Deus quiser vai ser mas um ano abençoado", contou o atacante em entrevista ao EF. Além disso, o jogador deixou claro que o pensamento do elenco é apenas no título. "Nosso objetivo é ser campeão, até porque o MAC é um time grande e de tradição. Sabemos que vai ser difícil mas estamos nos preparando bem pra chegar ao nossos objetivos que é o título e consequentemente a vaga pra série D".



Santa Quitéria

Com a preparação feita tardiamente, o técnico Edson Luís teve de montar o elenco às pressas. Os principais nomes apresentados foram o meia Leandro Montebeler, que estava no futebol capixaba e o goleiro Fernando Sobral vindo do futebol mineiro.

Agradecimentos: Bruno Alves

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.