Guia do Campeonato Baiano 2016


O Campeonato Baiano vai ser em tiro curto, e se tornou mais um estadual a aderir ao regulamento em que equipes de um grupo enfrentam as de outro. A primeira fase terá os 12 times divididos em dois grupos e será realizada em turno único. Os oito melhores times, independente do grupo em que estão, se classificam para as quartas-de-finais. Os quatro últimos, disputam um quadrangular que definirá os dois rebaixados. 

Grupo 1

Bahia de Feira

Uma das poucas equipes do interior a levar o título pra casa, o Tremendão tem na vaga para a Copa do Nordeste seu objetivo principal. O treinador da equipe será Quintino Barbosa, o Barbosinha, eleito melhor treinador do campeonato baiano em 2013. 

Colo Colo

Outra das "campeãs do interior". Ano passado, realizou boa campanha e terminou na quarta posição. Para 2016, conta com o treinador Fernando Dourado, campeão pelo próprio Colo Colo da segunda divisão em 2014. "Fomos campeões de forma invicta em 2014 e com tudo isso, criei um laço muito forte. A minha responsabilidade é grande por também ser cidadão da Cidade de Ilhéus e tudo isto faz parte do contexto motivacional para o nosso grupo atual", disse o treinador com exclusividade ao Escrevendo Futebol. Sem medalhões, a equipe aposta num grupo jovem, com jogadores como Alangol, com passagem pelo Figueirense, mas que estava jogando no futebol amador de Santa Catarina. E o comandante da equipe se mostra confiante com otrabalho realizado até o momento. "Foram 26 dias de uma pré-temporada em conjunto com a minha competente comissão técnica. Equacionando o trabalho, equilibrando as valências e dando uma formatação tática que vem sendo bem assimilada pelo grupo de trabalho, a expectativa para a competição é a melhor possível e o grupo e a comissão técnica comungam de ir em busca de uma vaga de uma competição do cenário nacional".


Flamengo Guanambi

Fundado em 2009, faz sua estreia na elite baiana após o título da segunda divisão. Manteve o técnico Edson Mazola, mas fez uma grande reformulação no elenco, contratando 25, dos 30 jogadores do elenco inscrito. 

Galícia

A tradicional equipe azulina vai a campo sob o comando de Carlos Rabello, treinador conhecido no futebol paulista e com algumas boas passagens no futebol nordestino, pelo Coruripe, ASA e América de Natal. O principal nome da equipe é o atacante Paulo Roberto, revelado pelo Bahia e que estava no Vitória da Conquista.

Juazeirense

Grande surpresa do campeonato anterior, tem sido elogiado pela imprensa local na pré-temporada, e promete dar trabalho, mesmo tendo Copa do Brasil e Copa do Nordeste para dividir as atenções. Comandados por Sérgio Araújo, o elenco é enxuto, com apenas 25 jogadores, formado por atletas entre 19 e 35 anos.

Vitória

Buscando a reconquista da Bahia e do Nordeste, o Vitória manteve o treinador Vágner Mancini e realizou a contratação de bons reforços para diversos setores da equipe, como os meias Tiago Real, ex-Palmeiras, Leandro Domingues, que retorna ao clube e Alípio, ex-Luverdense; o volante Willian Farias, ex-Coritiba e Cruzeiro, o atacante Marinho, ex-Ceará e Cruzeiro e o lateral-direito Maicon Silva, ex-Criciúma.

Grupo 2

Bahia

Atual bicampeão, o Tricolor de Aço aposta no técnico Doriva, que treinou Vasco, Ponte Preta e São Paulo em 2015. A grande contratação desse semestre foi o atacante Hernane Brocador, que estava no Sport Recife. Outros nomes contratados foram o zagueiro Gustavo, ex-Atlético-PR e o meia Luisinho, destaque do acesso do Santa Cruz na série B do Brasileirão.

Feirense

A equipe de Feira de Santana apostou na reformulação, desde a direção do clube, passando pela comissão técnica e chegando nos jogadores. O treinador será Henry Lauar, que conta com três paraguaios no elenco, o lateral-esquerdo Efren Paredes, o atacante Júnior Insfrán e o meia Eduardo Etcheverría, com passagem pela seleção paraguaia.

Fluminense de Feira

Principal clube da cidade de Feira de Santana, acabou tomando um balde de água fria durante a pré-temporada, levando uma goleada de 4 a 0 para o Bahia em um jogo-treino. O técnico é Arnaldo Lira, e a maior parte do elenco é formada por jogadores desconhecidos, como o volante Dudu, com passagens pelo futebol do Maranhão e do Tocantins.

Jacobina

Será a primeira competição disputada pelo Jacobina após o fim da parceria com o deputado Marcos Manassés. O destaque é o atacante Tony Galego e o treinador é Édson Ferreira.

Jacuipense

O técnico Clébson Araújo, o Beleza, comanda o time que tem no goleiro Rodolpho, de 31 anos e com passagens pelo Bahia e pelo Fluminense, ambos de Feira de Santana, um dos líderes do elenco.

Vitória da Conquista

Um das equipes mais estáveis do interior nos últimos anos vai com Evandro Guimarães no banco de reservas e com nomes como Tatu e Todinho nos gramados.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.