Guia do Campeonato Alagoano 2016


O Campeonato Alagoano 2016 segue uma fórmula parecida a de outros estaduais, com duas fases anteriores às semifinais e finais, e mais uma fase entre as piores equipes para definir o rebaixamento. As 10 equipes foram divididas em dois grupos de 5. As equipes do grupo A enfrentam as equipes do grupo B em jogos de ida e volta, totalizando dez rodadas. Ao final delas, as três melhores equipes de cada grupo passam para a segunda fase, onde se enfrentam em ida e volta em um hexagonal. As quatro melhores avançam para as semifinais. Voltando para a primeira fase, os dois últimos de cada grupo, disputam um quadrangular para definir os dois rebaixados.

Grupo A

ASA

Estabelecido como terceira força do estado, o Asa de Arapiraca não vence o estadual desde 2011. A aposta é a manutenção do trabalho do treinador Vica, bicampeão alagoano pelo próprio ASA em 2009 e 2011, além de ter comandado a equipe na conquista da Copa Alagoas do ano passado. Dentro de campo o destaque é o meia Raul, de 34 anos. Às vésperas do início do campeonato, o ASA teve o desfalque do também meia Eninho, que anunciou sua aposentadoria.

CRB

Assim como o ASA, o atual campeão também confia na continuidade para repetir o título e se consolidar como o maior campeão desta década. O treinador segue sendo Mazola Júnior, e conta no elenco com o experiente goleiro Júlio César, ex-Santo André, com o volante Somália, ex-Botafogo e com o zagueiro André Vinícius, ex-Corinthians.

Murici

Campeão em 2010, a pequena equipe do Murici quase caiu no ano passado. E pra não fazer feio desta vez, iniciou a preparação ainda em dezembro com o técnico Humberto Santos e confia em uma mescla de jovens e experientes jogadores. Do Treze, veio por empréstimo o volante Caio César de 21 anos. No meio campo, Marcinho, de 34 anos, que já vestiu a camisa do Murici e conta com passagens pelo futebol europeu, é o principal nome. No ataque, Fábio Santos, ex-Ponte Preta, e Peixinho, em sua quarta passagem pelo clube, são os destaques.

Penedense

Mais antigo clube de Alagoas, o Penedense retorna à elite e acertou o retorno do treinador Ewerton Câmara. No elenco enxuto, apenas nomes locais e pouco conhecidos. O objetivo principal é se manter na primeira divisão.

Coruripe

Uma das principais equipes do estado atualmente irá ser comandada pelo rodado treinador Leandro Campos. Em campo, o líder do time deve ser o meia Geovane, com excelente passagem pelo CRB. Outro jogador conhecido da torcida local é o zagueiro Tiago Garça, que já vestiu o manto de ASA e CSA.

Grupo B

CSA

Maior campeão do estado, vive um jejum desde 2008, e espera encerrar essa espera com o técnico Oliveira Canindé, vitorioso no futebol nordestino e com os meias Didira, ex-ASA e Bismarck, que trabalhou com Oliveira no Campinense, onde ambos foram campeões da Copa do Nordeste.



CSE

Tradicional equipe do interior, terá o comando do técnico Freitas Nascimento e o reforço do meia Jean, ex-ASA e Penedense, o atacante Zé Paulo e o goleiro Adson, com passagem pelo CRB.

Ipanema

Campeão da segunda divisão em 2014, o Ipanema conseguiu se manter em 2015. Para 2016, aposta em um grupo grande de jogadores, que entre diversos jogadores locais e desconhecidos, conta com o zagueiro colombiano Yordy e com o atacante Thiago Maestri, ex-Avaí. "A nossa expectativa é começar o campeonato bem e ir jogo a jogo. Encaixando a equipe vamos pensar em nos classificar para o hexagonal em um primeiro momento, aí já acabamos com o risco do rebaixamento", conta o jogador ao Escrevendo Futebol. Thiago é um dos principais jogadores da equipe, e se diz preparado para ajudar o Ipanema. "Eu encaro como um ótimo desafio na minha vida e aqui temos também alguns jogadores muitos experientes no campeonato alagoano que vão nos ajudar muito a conseguir os nossos objetivos e ajudar o Ipanema no campeonato", conta o atacante.


Santa Rita

O Santa Rita começou 2016 com um planejamento tipicamente brasileiro. Antes mesmo do início do estadual, já demitiu o primeiro treinador. Contratado por uma diretoria e demitido por outra, Gilmey Aimbêre dá lugar a Eduardo Neto, que já treinou a equipe em 2014.

Sete de Setembro

Campeão da segunda divisão, a equipe manteve uma parte do elenco que garantiu o acesso e conta com um elenco inchado de mais de 30 atletas. O técnico segue sendo Adriano Cabeça.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.