Um ano do maior vexame da história do futebol

Há um ano atrás, se desenhava o maior vexame da história do futebol mundial.

De la pra cá, elencamos culpados, buscamos entender o que se passou naqueles 90 minutos, e talvez, como uma maneira de se confortar após uma tragédia, fizemos piada.

Até hoje, é difícil entender a dimensão daquela derrota para o futebol brasileiro. Para a identidade do brasileiro. Pegaram o principal símbolo cultural do Brasil no século XX e o jogaram na lata do lixo. 

Alguns, ainda tem tempo pela frente para buscar uma redenção. Neymar, Oscar, Marcelo... Outros, já tiveram a chance de ao menos mostrar dignidade, e ao invés disso, pisaram na bola mais uma vez... David Luiz, Thiago Silva... E há aqueles que não poderão mais tirar essa marca da sua história. Nem mesmo os que já contribuíram com a história do futebol nacional, como o técnico Luiz Felipe Scolari, que aos poucos, vai entrando em um limbo do esquecimento natural que o brasileiro relega aos seus heróis. Imagina então aos anti-heróis e vilões. 

Olhando pra nós mesmos, para a nossa sociedade, percebemos que 7 a 1, como diz a piada, foi mesmo muito pouco. Será que somos capazes de reconstruir aquilo que melhor nos representa ao mundo? 

Parafraseando Adriano Imperador, que Deus perdoe essas pessoas ruins.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.