Homenagem aos heróis do Maracanazo


Existem fatos que são marcantes por cada detalhe. Pela vitória, pela derrota, pelo riso, pelo choro, pela atmosfera, pelas histórias e lendas que mistificam os jogos de futebol. Talvez, o maior deles tenha acontecido há 65 anos. O Maracanazo!
A nossa eterna reverência aos jogadores celestes, que não se intimidaram diante das mais de 200 mil pessoas que abarrotaram o recém construído Maracanã. Que acreditaram em si mesmos e jogaram com as "bolas na ponta das chuteiras", como pediu o capitão, Obdúlio Varela, "El Jefe Negro", antes de entrar no gramado.

“No piensen en toda esa gente, no miren para arriba, el partido se juega abajo y si ganamos no va a pasar nada, nunca pasó nada. Los de afuera son de palo y en el campo seremos once para once. El partido se gana con los huevos en la punta de los botines"


O mesmo vale para os vice-campeões. Eles não mereciam o fardo que carregaram pelo resto de suas vidas. Não que o mundo do futebol os culpasse. Mas quem perde, nunca esquece. Não importa o que digam. 

Certa vez, Barbosa, o goleiro, disse: "Um dia as pessoas vão ver que não tive culpa". Nós sabemos, Barbosa. Nós sabemos. 


Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.