Dia do Ayrton Senna


Aqui no blog, o assunto é majoritariamente futebol. O esporte tá no nome, na logo, em tudo. Até hoje não havia feito nenhuma postagem sobre qualquer outra modalidade. Mas hoje é um dia especial. É dia do Trabalhador. Mas também poderia ser o dia do Ayrton Senna. Há 21 anos atrás, o piloto mais carismático da história da Fórmula 1 deixava uma legião de fãs carentes. Poderia dizer que ele foi o maior ou melhor piloto da história, mas aí seria uma opinião extremamente pessoal. Lembrar do falecimento de Senna não é nada feliz, muito pelo contrário. Mas por ser uma data da qual sempre lembramos dele, é natural que pensemos também nos inúmeros domingos de alegria construídos durante sua carreira no automobilismo.
Em 1994, eu ainda era um bebê. Tinha meus 2 anos e pouco. Sequer sabia o que era F1. O gosto pelos automotores veio do meu pai, assim como a idolatria por Ayrton. Talvez até por não ter acompanhado pessoalmente suas façanhas, Senna tenha esses status de lenda para mim. Infelizmente, partiu desse mundo tão cedo. Mas cumpriu sua sina. E deixou um enorme legado para as futuras gerações, que puderam ter uma segurança quase perfeita. 

Por isso, ao invés das cenas tristes daquele 1º de maio de 94, deixo abaixo um dos grandes momentos da história do automobilismo:


Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.