Bola de Ouro da Europa - Parte 2 (1970-1979)

1970 - Gerd Muller - Bayern-ALE

O artilheiro alemão ganhou muitos títulos na carreira, mas nenhum na temporada em que foi eleito o melhor jogador europeu. Em compensação, foi artilheiro do campeonato alemão, artilheiro da Copa do Mundo e Chuteira de Ouro da Europa.


1971 - Johan Cruyff - Ajax-HOL

O maior jogador holandês da história começou a mudar os conceitos do futebol ao lado de Rinus Michels ainda no Ajax. Em 71, conquistou o primeiro da série de três títulos consecutivos da equipe holandesa na Copa dos Campeões, além de ainda ter conquistado a Copa da Holanda. Diferente do que se costuma imaginar, Cruyff nem sempre usou o número 14. Foi durante esta temporada, que o jogador passou a usá-lo (antes, usava o 9).


1972 - Franz Beckenbauer - Bayern-ALE

A grande estrela do futebol alemão se tornou o primeiro defensor a ser eleito melhor jogador da Europa, ainda que tenha jogado como líbero. Conquistou a Bundesliga, e conduziu a seleção alemã ao título da Eurocopa. Dois anos depois, conquistaria também o Mundo.


1973 - Johan Cruyff - Barcelona-ESP

Quando recebeu o prêmio, Cruyff já estava no Barcelona, mas foi no Ajax. que fez as atuações que o levaram a ser premiado, conquistando o tricampeonato da Copa dos Campeões e mais uma taça da Eredivisie.


1974 - Johan Cruyff - Barcelona-ESP

Primeiro jogador a levar o prêmio por três vezes, e primeiro a conquistá-lo por duas vezes consecutivas. Só as atuações na Copa do Mundo já poderiam ter sido suficientes, mas Cruyff levou o Barcelona ao título espanhol que não era conquistado desde 1960, e foi decisivo na vitória por 5 a 0 sobre o Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu.


1975 - Oleg Blokhin - Dínamo Kiev-URSS

O ucraniano conquistou com o Dínamo o título ucraniano, a Recopa Europeia (repetiria o feito em 86) e a Supercopa Europeia. Foi também o artilheiro do nacional, e foi escolhido o melhor jogador soviético e ucraniano. É o recordista em gols e número de jogos tanto na seleção soviética, como no campeonato soviético de futebol.


1976 - Franz Beckenbauer - Bayern-ALE

Terceira vez que o Bayern tem um jogador premiado. O Kaiser não se contentou em vencer apenas uma vez, como conseguiu repetir o feito, algo improvável para um defensor. Conquistou a Copa dos Campeões e o Mundial de Clubes.


1977 - Alan Simonsen - Borussia Monchengladbach-ALE

Na segunda metade da década de 70, o Borussia M'gladbach conseguiu destronar o poderoso Bayern por três anos seguidos. E se no ataque Juup Heynckes era o destaque, quem impulsionava a equipe era o dinamarquês Simonsen. Jogou ainda por Barcelona e Charlton, e brilhou pelo Vejle, da Dinamarca.


1978 - Kevin Keegan - Hamburgo-ALE

O baixinho Keegan é um dos mais talentosos jogadores ingleses que já existiu. Mas o prêmio que recebeu teve mais influência de suas atuações ainda na época de Liverpool, do que no Hamburgo, clube que chegou ainda em 77.


1979 - Kevin Keegan - Hamburgo-ALE

Agora sim, com muito mais méritos, o inglês faturou pela segunda vez o prêmio de melhor jogador da Europa. O baixinho carregou o Hamburgo nas costas rumo a um inesperado título após 19 anos de jejum.


Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.