Ebenezer Cobb Morley, o pai do futebol moderno


Recentemente, contamos a origem do futebol aqui no Escrevendo Futebol. Hoje, vamos falar sobre o homem por trás da unificação das regras e da criação da Football Association. Ebenezer Cobb Morley nasceu em Hull em 16 de agosto de 1831, mais velho dos 4 filhos de Ebenezer Morley e Hannah Maria. É curioso notar como seu nome é pouco conhecido, mesmo tendo papel fundamental para a evolução do esporte. Em meados de 1850, sua família mudou-se para Londres, onde E.C. Morley atuou como advogado. Rapidamente, se envolveu com o futebol. Em 1863, organizou uma reunião na Freemason's Tavern em 26 de outubro, onde fundaram a FA.


Foi o representante de Barnes, clube que ajudou a fundar, na reunião que definiu o futuro do esporte. Morley foi eleito o Secretário de Honra da Football Association até 1866. No ano seguinte, assumiu a presidência da entidade, cargo que ocupou até 1874, deixando outro importante legado: a criação da FA Cup, idealizada junto com Charles W. Alcock. Também fundou o Mortlake Regatta e foi um remador em Londres. Posteriormente, seguiu na vida jurídica. Veio a falecer em 20 de novembro de 1924, em Richmond, aos 93 anos, não podendo ver a criação do torneio que alavancaria de vez o futebol como esporte mais popular do planeta: a Copa do Mundo de 1930. Foi casado com Frances Bidgood, mas não teve filhos.

No livro "The Principal Amateur Clubs of the Past’ in The Book of Football: A Complete History and Record of the Association and Rugby Games" de 1906, Charles W. Alcock (o "pai do mata-mata) diz o seguinte sobre Morley: "O mais antigo código de regras foi formulado pelo Sr. Morley, o primeiro secretário honorário, um cavalheiro ensinado na lei, que posteriormente garantiu merecida promoção para a presidência da Football Association, e ainda é - deuses sejam louvados - forte, uma ilustração apropriada dos benefícios da cultura física".

Morley foi enterrado em um cemitério do distrito de Barnes, hoje, inativo. Recentemente, nas comemorações dos 150 anos da FA, Greg Dyke, atual presidente da entidade, foi até o local prestar sua homenagem a um dos fundadores. "Durante todo o ano (de 2013) celebramos os 150 anos da FA, e do futebol, mas nada disso teria sido possível sem Morley. Todos nós temos uma grande dívida com ele". Disso, não temos dúvida alguma.


Um comentário:

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.