Na estreia da Libertadores, Huracán goleia Alianza Lima fora de casa


31 anos depois, o Huracán volta a disputar a Copa Libertadores e não decepcionou seus hinchas. Jogando num 4-4-1-1, a equipe argentina iniciou a partida na observação do adversário, aguardando o melhor momento para o contra-ataque. E logo aos 4 minutos, essa busca pelo erro adversário surtiu efeito. Roubada de bola no meio campo, Toranzo parte pra cima da defesa em velocidade, e no momento certo, deixa Ramón Ábila de frente para a meta, para abrir o placar e marcar o primeiro gol da Libertadores 2015.

Afobado e desorganizado, o Alianza não sabia o que fazer com a bola, e insistia nas inversões de jogo e nos lançamentos sem efeito. O que também foi mérito de El Globo, que soube ocupar bem os espaços, impedindo que o time peruano pudesse trabalhar a bola. Aos 37, uma falha clamorosa da defesa do Alianza Lima. Forsyth rebate finalização nos pés de sua própria defesa. Miers e Trujillo não souberam se chutavam a bola ou se esperavam ela sumir sozinha. Na dúvida, entregaram a pelota nos pés de Romero Gamarra que completou para as redes, ampliando a conta do Huracán.

Na segunda etapa, o Globo continuou com a mesma proposta observadora de jogo. Sem se arriscar, deixou o Alianza Lima correr atrás do placar. Mesmo assim, era o Huracán que chegava com mais perigo, sempre em velocidade ou em rápidas trocas de passes, como aos 24, em que Mancinelli adentrou a área adversária mas foi parado pelo goleiro Forsyth.

Aos 30, Romero Gamarra dá um passe espetacular por cima da defesa peruana, Trujillo tenta a proteção mas perde o duelo com Toranzo, que manda para o gol. 4 minutos depois, Toranzo cora a partida excepcional que fez. Balbi lança a bola da esquerda para o meio, Toranzo domina e bate colocado, sem chances para Forsyth.

Se o melhor jogador da partida foi Toranzo, é importante destacar também a atuação de todo o quarteto ofensivo: Toranzo, Torassa, Romero Gamarra e Ramón Ábila. A goleada por 4 a 0, fora de casa, praticamente garante o Globo no grupo 3 da fase de grupos, junto a Cruzeiro, Universitario de Sucre e Mineros de Guayana. A partida de volta acontece na próxima terça-feira, 10, no estádio El Palacio, em Buenos Aires.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.