Aos 58 anos, morre ex-lateral e comentarista Dionísio Filho


Na madrugada desta segunda-feira, em Curitiba, o futebol paranaense perdeu um de seus mais irreverentes nomes. O ex-lateral-esquerdo e atualmente comentarista esportivo Dionísio filho, faleceu aos 58 anos vítima de uma síndrome colestática decorrente de uma lesão nas vias biliares. O comentarista estava internado desde a última terça-feira, dia 10. Deixa mulher e três filhos.

Durante sua carreira, sempre mostrou o porquê de ser chamado de sangue bom. Atuou pelas equipes do Coritiba, Pinheiros, Operário-MS, Atlético Mineiro, Atlético Paranaense, Internacional, Botafogo de Ribeirão Preto, Guarani e Cascavel. Foi campeão mineiro invicto de 1976 e campeão paranaense de 84 e 87 pelo Pinheiros.

Desde 1992, atuava como comentarista esportivo e passou pelas rádios Eldorado, Atalaia e Clube, e no momentos, fazia parte da equipe da Rádio Banda B. Na televisão, trabalhava no Donos da Bola PR, da Band, e no programa É-Esporte Paraná, da TV Educativa, onde tive o prazer de conviver com o Djonga por cerca de 2 anos. Comentou também para a RPC e para o Premiere.

Grande contador de histórias e de sorriso fácil, tratava a todos da mesma maneira, sem distinção. Era presença constante no Parque Barigui, principal parque de Curitiba, onde fazia suas caminhadas. O velório será no Cemitério Vertical, no bairro Tarumã, a partir das 13h. O sepultamento está marcado para as 9h de terça-feira.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.