Com autoridade, Real Madrid domina e vence Barcelona


A expectativa do clássico entre Real Madrid e Barcelona é sempre de que um craque acabe com o jogo, mas hoje, se sobressaiu a coletividade da equipe montada por Carlo Ancelotti. Com o controle do jogo, o time merengue soube atacar o Barcelona tanto com a bola no pé, iniciando as jogadas do campo de defesa, quanto explorando os contra-ataques, característica principal do Real Madrid. Outro destaque foi a pressão dos jogadores de frente sobre a defesa culé, impedindo as saídas de bola e causando o erro adversário. Nem o gol de Neymar no início do jogo tirou o Real do sério, que teve inteligência e qualidade para buscar a virada, primeiro com um gol de pênalti de Cristiano Ronaldo, e posteriormente em dois belos gols de Pepe e Benzema. Com a vitória, o Real Madrid chega aos 21 pontos, na segunda colocação, um ponto a menos que o líder Barcelona.

O jogo

   Três minutos foram o suficiente para que o Barcelona inaugurasse o placar do Santiago Bernabéu. O estreante Luis Suárez virou o jogo para a esquerda com Neymar. O craque brasileiro com total liberdade se encaminhou para o meio, e bateu colocada no canto esquerdo de Casillas. Ao invés de a partir daí, dominar a partida, foi o Real que se lançou ao ataque e pressionou, incomodando a meta de Claudio Bravo, invicto até então. Apesar da pressão, Messi ainda teve uma chance de frente para o gol madridista, mas foi parado por Iker Casillas.


Aos 33, Marcelo invade a grande área e tenta o cruzamento rasteiro, mas Piqué escorrega e a bola pega na mão do defensor. Pênalti marcado. Cristiano Ronaldo deslocou Bravo e empatou a partida. 16º gol dele no Campeonato Espanhol, 11ª partida consecutiva balançando as redes, sua melhor marca no Real Madrid.

Na volta para o segundo tempo, foi a vez dos merengues marcar um gol nos primeiros minutos. Aos 5 minutos, Kroos cobra escanteio e Pepe cabeceia firme, virando o jogo para o Madrid. 10 minutos depois, a zaga do Real afasta um escanteio, Iniesta e Mascherano batem cabeça, e armam um contra ataque para o rival. Isco toca para Ronaldo no meio, que espera a chegada de James para dar o passe. O colombiano toca na medida para Benzema que finaliza com precisão.

O time madridista ainda criou inúmeras chances para matar a partida e transformar a vitória em goleada, mas faltou carinho na hora de tratar a última bola. Antes do final da partida, Cristiano Ronaldo e Daniel Alves se estranharam e o gajo foi advertido com um cartão amarelo. Foram 6 cartões amarelos na partida, sendo 4 para jogadores de meio-campo e ataque: Ronaldo, Messi, Neymar e Iniesta.

Nas estatísticas, o Barcelona novamente teve mais posse de bola, sem traduzir isso em domínio. Foram 58% de posse de bola contra 42%. Em contrapartida, foram 18 finalizações do Real contra 16. Com Messi e Cristiano Ronaldo mais apagados do que o normal, sobrou espaço para que Kroos, James e Isco brilhassem, dando o tom da belíssima atuação do Real Madrid, que coloca fogo na disputa pela liderança do Campeonato Espanhol.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.