11 de maio


Juro. Não queria entrar no assunto convocação até o dia 11 de maio, quando Dunga anunciará os 23 nomes para a disputa da Copa do Mundo da África do Sul. Não queria entrar no assunto também pelo fato de eu ser um fã de Ronaldinho Gaúcho. Mas não há como não falar sobre isso! 

Não uso como argumento de sua convocação o apelo popular, pois muitos dos que pedem sua convocação hoje, o achincalharam durante quase três anos, e agora, seguem o embalo da mídia. Defendi Ronaldinho desde a eliminação para a França em 2006. Muita coisa estava errada naquela seleção, mas preferiram pelo apedrejamento público.

A seleção precisa de Ronaldinho. Quem irá, num momento de desespero, em que possamos estar perdendo um jogo da Copa, em um lance mágico, decidir a partida em nosso favor? Kaká? Elano? Creio que não! Assim como em 2002, quando a Inglaterra tinha tudo sob controle. Kleberson rouba a bola no meio, toca para o Gaúcho, que avança, sem medo para dar um excelente passe para Rivaldo empatar. O segundo do Brasil, não preciso nem falar muito. Uma cobrança de falta do meio da rua, que magicamente foi parar dentro do gol de Seaman. 

Não imagino, qualquer outro jogador que está na seleção hoje, fazendo algo do tipo. Muitos falam que Ronaldinho nunca rendeu na seleção. Irei citar então a Copa América de 99, quando deu show, e nos saímos campeões. Copa de 2002 eu já citei. Copa das confederações em 2005, sendo o líder de um time rejuvenescido por Robinho e Cicinho, e jogando muito, principalmente na final contra a Argentina.

Mas parece que tudo foi esquecido. Aos poucos, Ronaldinho vem recuperando seu futebol e sua alegria de jogar. Ronaldinho está aí, Dunga! Basta levá-lo, e ver no que dá! Já diria o ditado: quem não arrisca, não petisca.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário:

Tecnologia do Blogger.